Trilha do Café Verde em Guaramiranga: tradição da família Uchôa

terça-feira, 1 de agosto de 2017


Hello minha gente,

continuando nossa viagem que dei início no post anterior, vou contar pra vocês sobre a nossa aventura pela Trilha do Café, no sítio Águas Finas, entre Guaramiranga e Baturité. Para quem ama essa bebida, a trilha é parada obrigatória. O passeio custa $20 por pessoa e tem diferentes horários durante todo o dia. 

O sítio pertence a família Uchôa, uma família bem tradicional de Guaramiranga. Logo na entrada da fazenda nos deparamos com o café exposto ao sol para secar e fomos recebidos pelo Sr. Francisco Uchôa, quem cuida nos negócios da família. Tivemos um momento de conhecimento sobre a colheita do café e toda a tradição da família.



A história do Café aqui do Ceará está interligada com a história da família Uchôa. Francisco no revela que o café trazido em 1947 aqui para nosso estado, veio diretamente de Paris por José Xerez Furna Uchôa (olha aí o sobrenome do rapaz) e foi plantado na Serra da Meruoca.  
Hoje, a família Uchôa produz o Café Guará, que tem origem Arábica e é plantado sobre as sombras das Ingazeiras. É um café totalmente orgânico e que ainda é produzido em baixa escala, cerca de 15 sacas por ano. 

A trilha é guiada pelo mestre Chiquinho. Homem vivido, cheio de histórias para contar. Trabalha a bastante tempo no sítio e tem um conhecimento farto sobre o café. Nos proporcionou um passeio super agradável.


Existem 2 rotas que podem ser percorridas. Fizemos a rota curta que durou cerca de 45 minutos, a rota mais longa dura mais ou menos 1h e meia. Se você vai com crianças ou idosos, indico fazer a rota curta, pois a subida cansa e tem alguns trechos mais complicados de percorrer., imagine a longa.




Conhecemos a árvore Barriguda que segundo a lenda: a mulher que encostar a barriga engravida. Rsrs Avistamos também a casa do João de Barro, passamos pelo túnel do amor, onde os casais renovam seus sentimentos e tem a promessa de nunca se separar.



Ao final da trilha, famintos confesso, pois já eram 12h, fomos recebidos com um belo lanche e também nos foi apresentado o processo de torra e trituração do café. O cheiro de café na sala de recepção era magnífico. 




Você pode adquirir pequenos pacotes do café lá mesmo ($20 cada), compramos um para levar pra casa. A cor e o sabor não se comparam com os cafés convencionais, vale a pena experimentar.

E assim termino essa belíssima viagem com vocês aqui no Blog. Espero que tenham gostado desses relatos. Pretendemos retornar a Guaramiranga o mais breve possível, amamos essa cidade.

Grande beijo e até o próximo post!

6 comentários :

  1. Nossa eu iria amar conhecer esse lugar
    eu já minha vó torrando café
    me lembrei dela agora

    ResponderExcluir
  2. Noooossa, amo café. Iria amar conhecer esse lugar ♥

    ResponderExcluir
  3. My que legal essa trilha, nunca fui. Já anotei para as proximas férias! Beijos flor
    www.tolinda.com

    ResponderExcluir
  4. deve ser muito gostoso esse lugar, to apaixonada e ja quero conhecer

    ResponderExcluir
  5. amiga que legal, ja vou anotar aqui pra quando voltar la fazer a rota curta, pois com a Larinha é melhor ne....adorei o post

    ResponderExcluir
  6. Que bacana essa trilha. Me deu mais vontade ainda de conhecer esse lugar!!!

    www.kamillasouza.com.br

    ResponderExcluir